Páginas

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Arrumação

Dias de revirar a memória com as frases prontas que um dia eu fiz e que continuam fazendo o mesmo enfeito.

Sei que não é correto deixar a vida simplesmente passar e apenas aspirar a sobrevivência vaga de um futuro estagnado nos mesmos vestígios do passado. Mas não quero me ariscar e mudar totalmente minha vida por uma simples tentativa de consertar o que venho reclamando desde que aprendi usar os versos para continuar sofrendo. Já descobri que minha utopia é totalmente alcançável,mas não quero simplesmente me livrar da solidão para continuar com os conflitos em plenas noite de solidão.

Ninguém pode tirar de mim os momentos que vivi, e o que eu não vivi. Porr isso não quero simplesmente corrigir e continuar sendo assombrado pelo passado, aquele que quando eu pensava estar em um infalível disfarce, expôs todas as minhas fraquezas. É aquele que eu simplesmente terei que aceitar por todo resto de minha vida.Isso explica minha restrição social, se antes eu era incapaz de popularidade, hoje eu a evito.


Não escondo de ninguém meus lamentos, e não é por jogo, é por incompetência mesmo. Minha estratégia é apenas guardar um último suspiro para o próxima hora. Enquanto essa não chegar, me contento em apenas apreciar a paisagem, porque ela será efêmera, assim como eu.

Eu não me importo em viver em uma guerra com o mundo, porque toda vez que eu quis a paz, eu fui nocauteado. Se for para essa antítese existir, que exploda tudo para que fique tranquilo, eu não me importo em ir junto com ele. Acredite, eu sei como aguentar, eu sou uma mentira, mas você pode confiar. Pode explodir, eu garanto que sobrevivo.

0 Comentários:

Postar um comentário

Pelo menos leia o texto e evite escrever merda!
Eu não me importo que coloque o link de seu blog, só não aceito que se resuma a isso!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails