Páginas

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Desvios

Sei que vou te decepcionar pelo caminho que decidi seguir e pela decisão escolhida, prometo tentar me preocupar com a sua recusa, mas o costume pode dificultar.

Passando pelas brisas suaves, deixando de lados ataques terroristas, acidentes bizarros e coincidências que são interpretadas como milagres, só consigo imaginar um único caminho, aquele que quebra toda linearidade e que faz todo sentido.

A verdade que com tão poucos anos já não acredito na linearidade e os caminhos chegarão ao mesmo destino no final. Se é assim, por que me preocupo antes de dormir? Admiro tudo que eu não consigo compreender simplesmente por conseguir existir sem precisar de uma explicação, sem precisar de dar nenhuma satisfação.

E eu ainda sinto falta de concluir os silogismos, ainda uso as dimensões invisíveis como desculpa, mas é algo que simplesmente não consigo deixar de acreditar. Não sou capaz de sair do que diagnosticável, mas nego a existência de sua cura com ações constantes e renovadas, com noites em claro, com vários desvios na estrada sem perceber que mudei a estrada, sem aceitar que estou perdido.

Toda minha vida sempre tentei sempre ser mais feliz, tive muitos sucessos, mas tive ainda mais descobertas. Soube reconhecer o valor dessa felicidade e consigo identificar o que mudei e o que não me desapeguei. Descobri que não ligo para avanço tecnológico e que meu cérebro não suporta vida alheia. Aprendi a usar o Pão e Circo ao meu favor e a ter diferentes formas de escapismo. Ainda não tenho coragem para me livrar de alguns vícios, mesmos sabendo ser algo necessário para o meu destino. Se me aceito como um desviante, tenho que me livrar de toda explicação e ser como um vento, um mar, um nascer do sol bem longe de um horizonte. 

Faço muitas coisas erradas e por isso confirmo que irei te decepcionar. Nunca fui quem eu queria ser e talvez nunca serei. Estou tentando me desviar disso. Peço desculpas enquanto eu falho. Só isso.

1 Comentários:

Marcela Melo disse...

é intrigante como tentamos sempre encontrar soluções e explicações para tudo... quem consegue conviver com o "não saber" é um artista por si só.

http://mmelofazminhacabeca.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Pelo menos leia o texto e evite escrever merda!
Eu não me importo que coloque o link de seu blog, só não aceito que se resuma a isso!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails