Páginas

terça-feira, 20 de julho de 2010

Férias

Fuçando umas anotações antigas minhas aqui, achei esse poema que leva o título de Férias , e estou tentando lembrar o porquê; visto que não há nenhuma data ou alguma explicação aparente. Sei lá o que estava passando pela minha cabeça naquela época, mas deduzo que devo ter escrito há uns 2 anos. Enfim, apesar de ser bem simples e longe de ser um dos meus favoritos, decidi postar aqui:

"Sinto-me cansado, mas não estou com sono
Quero chorar, mas lágrimas não descem
Tenho que andar, mas esqueci o movimento e o caminho
Não encontro a liberdade porque minhas asas se libertaram de mim

Está tudo parado e assim se mantém
Nada quer se mexer, mas está tudo bem"

14 Comentários:

M. Araújo disse...

Um pequeno poemas entretanto com versos fortes, interessantes.

http://tetodeorates.blogspot.com/

Nova Década disse...

É# um texto complexo,
bem interessante!
parabéns, seu blog está ótimo, e seus texto são muito bons!

Luiz Brisa disse...

a imagem eh linda
o texto gostei mais achei meio forte

Uma menina sonhadora, mas feliz! disse...

Olá, meu querido...
Poema pequeno, mas o bastante pra podermos viajar nele.
Gostei mt do blog, de verdade.
Tô te seguindo, viu? rs
Visita meu cantinho também:
http://cecisouza.blogspot.com/
Espero que goste! Se gostar, segue tb *-*
Abç & muuito sucesso!

Marcos A. G. Carneiro disse...

Lerei mais vezes aqui.

Nicolle Longobardi disse...

Muito legal!Tem um ar inocente, quase que infantil... é difícil saber o que se passava em nossa cabeça há anos atrás, não é mesmo? Tudo muda, e nós também. Extraordinário,não?!
Adorei o blog, visitarei mais vezes.
Abraço.

Wander Shirukaya disse...

Realmente está bem simples, simples até demais. Nao gostei, sinto muito.
Mas por favor não se ofenda, até porque li apenas um de seus poemas, seria injusto julga-lo avaliando apenas unzinho só. Mas qto a este, está faltando algo de essencial aí, pelo menos para mim.


Grande abraço. ^^

Ariane disse...

Adorei o poema...muito fofo...*-*
Adorei o blog "^^

Liz Dantas disse...

Pois é,as vezes,conseguimos dizer coisas incrivelmente profundas,com poucas palavras.Prefiro os lacônicos,aos prolixos
Abraços,já faço parte dos seus seguidores

andreimorais_ disse...

Geralmente isso acontece comigo, de encontrar anotações ou coisas antigas e me deparar com a ideia de tipo "O que passava pela minha cabeça naquela hora?".

Bom poema, sutil e ao mesmo tempo bonito.

Rafael disse...

Poema maneiro. As vezes eu fazia uns tbm, quando a inspiração surgia xDD

Carla Veriano disse...

ahahaha
diii a gente nem briga mais! hahaha
te amoooooooo!

Marcos Rosa disse...

Para minhas férias dedicaria um poema diferente kkk.

Já tô seguindo

Visitem o recém nascido

http://algunsfilmes.blogspot.com/

Edu N. disse...

adorei esse texto, muito legal mesmo !

Postar um comentário

Pelo menos leia o texto e evite escrever merda!
Eu não me importo que coloque o link de seu blog, só não aceito que se resuma a isso!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails